30 abril 2007

Ser David Num Mundo de Golias



Nasci há 33 anos, quando ainda não havia ecografias pélvicas, com um problema genético que dá pelo nome vulgar de nanismo. Hoje meço 1,20m e, felizmente, vivo uma vida absolutamente normal. Bem, é como viver num corpo de seis anos, o que traz vantagens e desvantagens.

Algumas vantagens (que só há pouco tempo descobri, depois de perder peso a mais que tinha) são poder usar roupa de criança (e eu, como tenho uma criança em mim, acho o máximo) e agora há roupas lindas de morrer na La Redoute, Verbaudet (catálogos) e lojas como a Charanga, a Petit Patapon, e hipers como o Modelo e, o meu favorito, o E.Leclerc. Os maiores problemas são os sapatos... só de criança. Com salto, só nos Estados Unidos.

A maior desvantagem é o preconceito. Ir na rua e ouvir comentários jocosos, desrespeitosos. Li uma vez que o nanismo é a única deficiência que provoca o riso nos outros. Pelo que tenho observado, é verdade. Não se ri de um invisual. Não se ri de um deficiente auditivo. Muita gente ri de um anão.

Outra desvantagem são as caixas multibanco. Essas não estão preparadas para os portadores de deficiência. Já me disseram que não há muitos anões, por isso não foi tido em cota. Pois... e as pessoas que se deslocam em cadeiras de rodas? Também não conseguem chegar aos ecrãs... Mas as nossas leis são assim. Em Inglaterra, Irlanda, Suécia, Espanha, as caixas multibanco estão acessíveis a todas as pessoas. Todas! Em Portugal, só a alguns...

Espero, e tenho andado a fazer o que me é possível, para que cada vez mais vivamos num mundo onde todos somos iguais: negros, brancos, deficientes, seguidores de religiões diferentes,... Sou professora, e com os meus alunos vivemos isso, dia a dia, em cada minuto. E que bom é ver que, para uma criança bem novinha, todos são iguais. É a partir do momento em que são "ensinados" a discriminar, muitas vezes através do exemplo, que elas começam, também, a discriminar. Isto leva-nos a pensar...

5 comentários:

Anónimo disse...

Filomena! Nunca consigo ver-te com o tal 1,20 m que tu tens, eu olho sempre para cima pois o que vejo é a grande pessoa que tu és, sensata, equilibrada e linda...minha pequenina grande mulher e amiga.A tua amiga de "mau feitio" Ana Maria

Anónimo disse...

olah teacher!!!bem o seu blog ta mt giro. tem koixax mt verdadeiras no blog. akela cena do rir das pessoas e bem verdade!! mt people ri-se das pessoas anas mas sekalhar os anoes sao melhores ke muita people!!
considero-a a si komo melhor ke mt people. continue aasim !!!

bjao adroa

Anónimo disse...

kem escreveu o komentario anonimo sem asinatura foi a kamila

Anónimo disse...

A vida nao e um corredor recto e fácil,
No qual possamos caminar livremente sem limitações, mas sim um labirinto com passagens, atravez das quais temos que procurar o nosso caminho, perdidos confusos , e de quando em vez chegando a uma beco sem saida...
Nao desistio!!!Isso e o mais importante de tudo!demonstra que é uma grand mulher,alguem que deviam admirar!!!=)
Ha que respeitar os outros e ser respeitado...s nao for...pense que ao menos você respeita...nao como os outros!!!


Com carinho de alguem que a admira!!!

Anónimo disse...

olah professora....
konkordo plenamente com xigo..a mt gente k n penxa nox outros....
mas por xer pekena n ker dizer k n e boa pexoa.....e podemox konfiar em voxe e 5*...
adoroa mt e uma optima pexoa.....