26 setembro 2007

Deixa-me cheirar-te...




Deixa-me aproximar o nariz do teu pescoço
E cheirar-te...
Deixa-me inebriar com o aroma dos teus beijos
E perder-me no matiz adocicado do teu abraço.
Chega-te a mim e sente-me;
Sente o meu desejo transformado em
Iris com um toque frutado.
E encontra-me...
Encontra-me em ti...
Encontra-te em mim...
E depois, deixa-te perder outra vez
Como sendo a primeira vez.
Cada beijo o primeiro. Cada abraço o primeiro.
O início. Tudo.
E depois, ao nos afastarmos,
Permite que o nosso cheiro me perturbe
Sempre que eu menos espero...
Sempre, sempre, sempre...

Ao meu Amor, N

4 comentários:

Anónimo disse...

Em ti me encontro
E pensar que tinha as muralhas do medo à volta, a proteger-me simplesmente de ser feliz...
Olhei para ti, e vi a felicidade... simples, pura... simplesmente o momento, o tempo, o agora...
Sem passado, nem futuro é tudo a primeira vez, sempre... A curva de um sorriso, o brilho de um olhar, uma única alma e dois corações que se trocam de peito, em batidas compassadas, trocando mensagens de amor um com o outro. Em ti encontrei a minha capacidade de ser feliz, no nosso amor... Adoro-te! /N.)

Nuno Mourinho disse...

Tenho de encontrar uma estrela cedente, para formular um desejo.... que todos os meus dias futuros sejam iguais a este presente, ao Presente (actual e prenda) em que estou contigo. Adoro-te (N.)

Anónimo disse...

Que lindo ! Que esse amor vos ilumine sempre. A

Anónimo disse...

Tanto amor ! tanto amor! É maravilhoso. Ditosos os corações que o sentem. Só gostava de perguntar ao Nuno o que é uma estrela cedente é que se não existe não a vai encontrar nunca. Ou será que uma estrela cedente é uma estrela que cede um desejo?
Continuem com esse amor todo e que ele vos ilumine os dias e as noites.&